terça-feira, 18 de julho de 2017

Os dois cães negros - PARTE II



terça-feira, 11 de julho de 2017

Os dois cães negros - PARTE I

Resultado de imagem para mil e uma noites

Dois amigos se encontraram
Num bar para conversar
Hamid trouxe uma corsa
Com a saudade a disfarçar
Adil trouxe dois cães negros
Com a tristeza a comandar.

Adil começa contando
Com a morte na liderança
Dos seus pais, que eram velhinhos,
Deixando aos seus filhos herança
Para dividirem entre eles
Com parcimônia e confiança.

Ele era o filho mais velho
Foi criado com mais firmeza
O irmão que nasceu no meio
Recebeu delicadeza
O mais novo, que é de praxe,
Como se trata a realeza.

A herança foi dividida
Como disse o tabelião
Cada cá com seu roçado
E a reserva de um milhão
Ficando para o mais velho
O comando e a orientação.

Eles moravam em cidade
De comércio e muita gente
Cada um resolveu investir
Como lhes sugeriu a mente
O dinheiro duplicou
Com o caçula descontente.

O mais novo reclamava
De uma vida sem alegria
Da cidade sem aventura
De ter vinho sem harmonia
Mulher feia de quantidade
E do marulho que ouvia.

Este irmão juntou o que tinha
Da família a despedida
Vendeu tudo sem demora
Dizendo buscar outra vida
Deixou tudo para trás
Partiu sem dar despedida.

Foi bem longe de navio
Para um lugar de progresso
Investiu o dinheiro todo
Recuperou com sucesso
A todo tempo pensava:
"Para lá nunca regresso."

Como a vida não é mãe,
Mas é madrasta de certeza,
Pena dele nunca teve
E ainda trouxe uma surpresa
Um naufrágio destruiu tudo
Acabou com sua riqueza.

Como não tinha reserva
Ele resolveu voltar
Só com a roupa que vestia
E a pobreza em seu pensar
Pedir ajuda a qualquer irmão
Velha vida retomar.

Ao voltar a terra natal
Adil foi lhe socorrer
Recebendo na sua casa
A fome foi desfazer
Após ouvir um breve relato
O problema foi solver.

Pegou metade do seu
E lhe deu sem ter demora
Para ele recomeçar
A qualquer momento e hora
Espantar aquela tristeza
E ouvir outra trilha sonora.

Passadas algumas semanas
O irmão do meio veio contar
Que vivia com muito tédio
Com vontade de viajar
O direito do mais novo
Ele passou a reclamar.

Adil cumpriu seu papel
Fez uma recomendação
Que tomasse mais cuidado
Prestasse em tudo atenção
Para não lhe acontecer
O mesmo de vosso irmão.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Os dois cães negros - Introdução

Resultado de imagem para mil e uma noites

Os cordéis "Os dois cães negros" e o "Ancião e a corsa" foram inspirados na leitura do livro "Às mil e uma noites" que é uma coletânea de contos populares do Oriente Médio e da Ásia. Os contos são organizados em árabe e a tradução mais respeitada é a de Sir Richard Burton.

A obra conta a estória de um rei da Pérsia, Chahriar, que após ser traído pela esposa, decide se casar a cada noite com uma mulher diferente, matando-a no dia seguinte. A filha do vizir, Cheherazade, casa-se com o rei para acabar com o massacre. A estratégia de contar estórias à noite permite ao leitor conhecer os contos e um pouco da cultura oriental com situações fantásticas de terror, piedade, amor, ódio e cheias de religiosidade que servem para a criação de novos cordéis.


O cordel "Os dois cães negros" ressalta a característica da inveja entremeada pelo amor e o perdão. Vale a pena conferir!

Se passou lá no Marrocos
Esta estória de invenção
Que se trata de tristeza
De inveja, conspiração
Injustiça e tirania
Para a sua satisfação.

domingo, 11 de junho de 2017

TSE liberou o presidente Temer!


Resultado de imagem para gilmar mendes

Nossa história deve ser
Relatada como ela é
O que passou no TSE
Faz todos perceber
Que qualquer juiz deve ver 
A realidade a sua volta
Para não incitar revolta
O que aqui foi percebido
É que diante do ocorrido
Basta prender, Gilmar solta.
A justiça teve um nome
E com a função de rasputin
Ilustre Herman Benjamin
Pela justiça tem fome
Corrupção não o consome.
O que mais nos deu revolta
Da justiça a reviravolta
Que veio do seu presidente
O que nosso povo sente:
Basta prender, Gilmar solta.

terça-feira, 30 de maio de 2017

Em fim! Estatística ...



 Resultado de imagem para estatistica


Companheiros da pesquisa, 
Dia lindo para falar 
Evidências para ler
Estatística estudar
De números organizados 
De dados pra publicar.

É difícil a qualquer um ver
A estatística num só dia
Números pra todo lado 
Fórmulas com alegoria 
Mostrar com facilidade 
É quem fará a sua alegria.

A estatística é uma ciência
Que usa a análise de dados 
Para testar uma pergunta 
De grupos comparados 
Usando testes de hipóteses
Com números coletados.

A primeira coisa é a amostra 
Que sai da população 
Com igual características 
Pra fazer comparação 
Se o resultado for bom
Se faz uma extrapolação.

Caso pudesse escolher 
Algo já consolidado 
Seria a tendência central 
Com a dispersão do lado 
O teste T de Student 
Assim como qui quadrado.

Central, como já se diz,
É uma coisa bem bacana 
É tudo que está no meio 
Média, percentil e mediana 
Nos extremos será a amplitude 
Se souber ninguém te engana.

Pra saber como outros dados
Do centro têm dispersão 
É preciso compreender
Da estatística uma lição
Amplitude interquartil 
Variância e desvio padrão.

A ciência na área da saúde 
Não parece complicada 
Quase tudo tem dois grupos 
Com duas médias comparada 
Para análise ser feita 
T de Student é usada.

Se este mesmo experimento
Em porcentagem é estudado 
Não vá ficar constrangido
Nem de lado acabrunhado 
Preste atenção na hipótese 
E utilize qui quadrado.

Agora fique tranquilo, 
Que se tudo compreender 
Você estará protegido 
De qualquer erro cometer 
Na análise da evidência
Ou dos dados que for ler.

A inspiração foi a estatística  
De tudo escrito por aqui
Foi pensado com carinho 
Não guarde tudo pra si
Discuta com seus colegas 
Deixe seu conhecer fluir.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Dor, outra vez!

Resultado de imagem para dor

terça-feira, 16 de maio de 2017

O contraditório


Existe o contraditório 
Que não faz o mundo girar 
Um professor sem ensinar
Salvação sem purgatório 
Palhaço rindo em velório 
Rebanho sem ter pastor
Aprendiz ser professor 
Ministro sem ministério 
Côrno traído sem adultério.
Tutoria sem ter tutor.


Amante sem coração 
Procissão sem ter cortejo 
Catedral num vilarejo 
Cirurgia sem internação 
Casamento sem união 
Ladrão que não é vigarista 
Jogador fora da lista
Papado fora de Roma 
Bêbado que nada toma
E autópsia sem legista.